Light Sheer é o laser utilizado na depilação com os resultados mais significativos até hoje. Aprovado pelo órgão de saúde norte-americano e pela ANVISA no Brasil, o equipamento foi projetado para remover os pelos indesejados de forma permanente e segura. O Light Sheer pode ser aplicado em qualquer parte do corpo e trata todos os fototipos, ou seja, todos os tipos de pele, como peles bronzeadas e negras, pois age diretamente no pigmento (melanina) do pelo, desse modo, quanto mais escuro for o pelo, mais eficaz será os resultados dos tratamentos.

O resultado da depilação a laser Light Sheer costuma ser notado após seis sessões. É importante salientar que o tratamento atua apenas nos pelos já existentes, não atuando nos pelos que passarão a existir. Contudo, os novos pelos crescem cada vez mais fracos. Após o tratamento, novos pelos crescerão entre um e três anos, podendo serem realizadas novas sessões, caso necessário. O tratamento reduz a produção de pelos num período de até 2 anos, observando-se a permanência dos resultados nas áreas tratadas.

Após o tratamento podem ocorrer vermelhões no local que duram pouco tempo, reações mais graves são muito raras.
Recomendações antes e após o tratamento com Light Sheer:

Para que possa iniciar o tratamento da depilação a laser Light Sheer, é preciso depilar a área a ser tratada, preferencialmente com gilete ou creme depilatório, porém, podem ser retirados com cera ou pinça.

O paciente pode voltar às atividades rotineiras, sem a necessidade de repouso. Deve-se, no entanto, evitar o sol. Com a sensibilização da pele, o surgimento de queimaduras por radiação ultravioleta fica mais provável. Caso exponha-se ao sol, é sempre indicada a utilização de bloqueador solar de no mínimo 30 FPS. Também podem surgir manchas na pele caso estas recomendações não sejam seguidas.